Portugal concluiu processos para aquisição dos fármacos aprovados pela EMA

A Direção-Geral da Saúde e o Infarmed já concluíram o processo para aquisição dos dois medicamentos contra a covid-19 aprovados pela Agência Europeia do Medicamento (EMA), avançou esta sexta-feira, dia 12 de novembro, em conferência de imprensa a Diretora-Geral da Saúde.

Os dois medicamentos Ronapreve e Regkirona são os primeiros medicamentos anticorpos monoclonais a receberem um parecer positivo do regulador europeu.

“O Infarmed é a entidade primeiramente responsável, mas sempre com o nosso apoio, e já temos os processos concluídos para a aquisição centralizada, e conseguimos também ter acesso por via de aquisição não centralizada, via só do nosso país”, revelou Graça Freitas.

“A nossa missão é garantir que quando há uma vacina ou medicamento eficaz a população residente em Portugal tem acesso a esse medicamento ou a essa vacina”, concluiu a Diretora-Geral da Saúde.

A EMA avaliou dados de estudos que mostram que o tratamento com os dois medicamentos reduz significativamente as hospitalizações e as mortes em doentes com covid-19.

De: https://www.sns.gov.pt/noticias/2021/11/12/medicamentos-contra-a-covid-19/

Portugal já administrou um milhão de vacinas contra a gripe .

Portugal já administrou um milhão de vacinas contra a gripe e mais de 400 mil terceiras doses da vacina contra a Covid-19, anunciou o Secretário de Estado Adjunto e da Saúde, António Lacerda Sales.

“Já foram administradas um milhão de vacinas contra a gripe e mais de 450 mil doses de reforço para a Covid-19”, revelou o governante, realçando que se trata de “um marco assinalável”, mas há ainda “caminho a percorrer para proteger a população mais vulnerável”.

A informação foi avançada esta sexta-feira, dia 12 de novembro, na conferência de imprensa sobre a campanha de vacinação contra a Covid-19 e a Gripe sazonal, que contou com o Secretário de Estado Adjunto e da Saúde, a Diretora-Geral da Saúde, Graça Freitas, e o Coordenador do Núcleo de Coordenação do Plano de vacinação contra a Covid-19, Coronel Carlos Penha-Gonçalves.

O governante anunciou ainda que a vacinação dos profissionais de saúde começa a partir da próxima segunda-feira e os do setor social e dos bombeiros que transportam os doentes com a terceira dose da vacina contra a Covid-19 vai ter início no dia 27 de novembro.

António Sales destacou ainda o sucesso do processo de vacinação, realçando que estão a ser feitos “todos os esforços para chegar a todos e não deixar ninguém para trás”, referindo-se à modalidade “casa aberta” e o autoagendamento.

Os maiores de 80 anos podem ser vacinados em regime de “casa aberta” este fim de semana nos centros de vacinação, recordou. “Poderá haver alguns constrangimentos e algum tempo de espera, mas tudo faremos que ninguém fique por vacinar”, concluiu.

De: https://www.sns.gov.pt/noticias/2021/11/12/covid-19-e-gripe-sazonal/

“Casa aberta” para maiores de 80 anos no fim de semana.

A modalidade “casa aberta” vai estar em funcionamento este fim de semana para pessoas com idade igual ou superior a 80 anos, de forma a acelerar o processo de vacinação contra a gripe e o reforço contra a Covid-19.

Em paralelo, mantém-se a vacinação através do agendamento central e local para as faixas elegíveis, bem como a modalidade “casa aberta” para utentes com 80 ou mais anos durante a semana e o autoagendamento para 70 ou mais anos.

São elegíveis para a dose de reforço da COVID-19 os utentes que preencham as três condições: idade igual ou superior a 65 anos, que não tenham tido a infeção e com o esquema vacinal completo há pelo menos 180 dias.

De: https://www.sns.gov.pt/noticias/2021/11/11/reforco-da-vacinacao-contra-a-covid-19/

Data alerta para o impacto da doença e para a sua prevenção.

Celebra-se esta sexta-feira, 12 de novembro, o Dia Mundial da Pneumonia, que visa alertar para o impacto da doença e para a sua prevenção.

A principal forma de prevenir a pneumonia é a vacinação, uma vez que a doença pneumocócica (que engloba a pneumonia) além de ser potencialmente grave, pode ser contagiosa, através de tosse ou espirros, colocando em risco os doentes e todos os que possam estar em contacto com quem tem a doença.

Este ano, a efeméride, celebra-se durante a COP26 – a Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas onde se debatem, entre outros temas, os efeitos da poluição.

A poluição do ar é o principal fator de risco de morte por pneumonia em todas as faixas etárias. Quase um terço de todas as mortes por pneumonia foram atribuídas ao ar poluído, matando cerca de 749.200 em 2019. A poluição do ar doméstico contribuiu com 423.000 dessas mortes, enquanto a poluição do ar exterior contribuiu com 326.000.

De: https://www.sns.gov.pt/noticias/2021/11/12/dia-mundial-da-pneumonia-4/

Faro acolhe encontro presencial nos dias 11 e 12 de novembro.

Decorre nos dias 11 e 12 de novembro, o II Fórum Nacional de Saúde Mental, subordinado ao tema “Cooperação entre Respostas: Saúde e Segurança Social”.

O evento, organizado pela Direção-Geral da Saúde (DGS), através do Programa Nacional para a Saúde Mental (PNSM), irá decorrer na Biblioteca Municipal de Faro, visa incentivar a transparência e acessibilidade aos cuidados de saúde mental. Clarificar o acesso da população em acompanhamento psiquiátrico às respetivas respostas, divulgar programas e modelos de intervenção praticados pelas diferentes respostas reabilitativas e estreitar a comunicação entre elas são outros objetivos.

O II Fórum Nacional de Saúde Mental é dirigido aos profissionais que trabalham na área, tanto do setor público como privado e social, incluindo pessoas com problemas de saúde mental e as suas famílias. Pelo segundo ano consecutivo, o PNSM dá prioridade à divulgação de informação e à disseminação de boas práticas institucionais sobre os cuidados assistenciais prestados no âmbito da reabilitação psicossocial e da inclusão social das pessoas com perturbações psiquiátricas.

O encontro será presencial, existindo também a possibilidade de assistir online, através das plataformas sociais do Fórum Nacional de Saúde Mental.

O PNSM da DGS está alinhado com o Mental Health Action Plan 2013-2020 da Organização Mundial de Saúde no que diz respeito à definição da prestação de cuidados de saúde mental de qualidade, de acordo com a evidência técnico-científica atual.

De: https://www.sns.gov.pt/noticias/2021/11/09/ii-forum-nacional-de-saude-mental/

Conselho da UE aprova regulamento negociado na presidência portuguesa.

O Conselho da União Europeia (UE) aprovou o regulamento de Avaliação de Tecnologias de Saúde (ATS) negociado durante a presidência portuguesa e que vai permitir reduzir o tempo de disponibilização de medicamentos e de dispositivos médicos aos cidadãos.

Segundo o Infarmed – Autoridade Nacional do Medicamento, em causa está a criação de um mecanismo europeu que permite aos peritos dos países da UE uma avaliação de forma centralizada de novas tecnologias de saúde, nomeadamente medicamentos e dispositivos médicos, face aos já existentes no mercado.

“Este novo formato permitirá reduzir o tempo de disponibilização aos sistemas de saúde e, por sua vez, aos cidadãos europeus”, salientou o regulador português em comunicado.

“Durante a presidência portuguesa do Conselho da UE fizemos avanços significativos na área da saúde. O regulamento de ATS confirma que abordagens convergentes e coordenadas permitem alcançar respostas eficientes e efetivas”, afirmou a Ministra da Saúde citada no comunicado.

Segundo Marta Temido, esta legislação é um “excelente sinal para a Europa e para os Estados-membros”, tendo em conta que permitirá “acelerar e robustecer a avaliação de novas tecnologias de saúde em benefício dos sistemas de saúde e dos cidadãos”.

Para Rui Santos Ivo, presidente do Infarmed e que presidiu ao Grupo de Trabalho do Conselho para Medicamentos e Dispositivos Médicos, esta foi “uma das grandes vitórias” da presidência portuguesa, constituindo “um elemento importante para reforçar a equidade no acesso dos cidadãos às novas tecnologias de saúde”.

De: https://www.sns.gov.pt/noticias/2021/11/11/avaliacao-de-tecnologias-de-saude/

Serviço integrado na linha telefónica do SNS 24 atendeu 112 mil chamadas

A Linha de Aconselhamento Psicológico do SNS recebeu 112 mil chamadas desde que foi criada no início da pandemia de Covid-19, revelou o Presidente da SPMS – Serviços Partilhados do Ministério da Saúde, Luís Goes Pinheiro.

O serviço de aconselhamento psicológico, que está integrado na linha telefónica do SNS 24 (808 24 24 24), foi criado no dia 1 de abril de 2020, tendo em conta a prioridade atribuída à saúde mental na pandemia, e desde então recebeu 112 mil chamadas, das quais 8 mil de profissionais de saúde.

Para Luís Goes Pinheiro , a criação da linha foi “crucial”, explicando que março e abril de 2020 foram meses em que “havia muita incerteza, muita ansiedade e muitas dúvidas” relativamente ao presente e ao futuro decorrentes do medo da doença e do confinamento que “foi violentíssimo para as pessoas”.

Por isso, acrescentou, foi fundamental disponibilizar este serviço, que contou com o apoio da Ordem dos Psicólogos Portugueses e da Fundação Calouste Gulbenkian, e ter “uma voz” que pudesse dar tranquilidade e apoio às pessoas mais fragilizadas.

A linha de aconselhamento psicológico, que está disponível 24 horas por dia, sete dias por semana e que conta com 50 a 100 profissionais, um número que vai variando conforme a procura do serviço, enquadra-se na estratégia nacional de saúde mental.

Visite:

SNS 24- Aconselhamento psicológico no SNS 24

De: https://www.sns.gov.pt/noticias/2021/10/21/linha-de-aconselhamento-psicologico-2/

Iniciativa promovida pela Proteção Civil decorre no dia 5 de novembro.

O exercício nacional «A Terra Treme», promovido pela Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, realiza-se no dia 5 de novembro, pelas 11h05, e pretende alertar para o risco sísmico e para a importância dos comportamentos a adotar e que podem salvar vidas.

O exercício tem a duração de apenas um minuto, durante o qual os participantes são convidados a executar os três gestos que salvam vidas: baixar, proteger e aguardar.

Os interessados podem participar individualmente ou em grupo, em qualquer local onde se encontrem. Para que seja possível acompanhar os participantes, deve ser feito o registo no site criado para o efeito.

Portugal é um território com zonas particularmente sensíveis a sismos, pelo que é fundamental conhecer os procedimentos a adotar antes, durante e depois de um sismo.

Para saber mais, consulte:

A Terra Treme – http://www.aterratreme.pt/

De: https://www.sns.gov.pt/noticias/2021/10/22/exercicio-a-terra-treme/

Governo prorroga mandato da comissão que irá elaborar proposta de reforma.

Foi publicado esta quarta-feira, dia 20 de outubro, em Diário da República, um despacho que prorroga por mais um ano o mandato da Comissão para a Elaboração da Proposta de Reforma da Saúde Pública e sua implementação.

Recorde-se que a Comissão foi criada, em 4 de fevereiro de 2020, com o objetivo de apresentar uma proposta de reforma da Saúde Pública, acompanhando a sua implementação e promovendo a discussão e avaliação dos desafios que se colocam à Saúde Pública.

Neste contexto, “subsistindo a necessidade de dar continuidade e aprofundar os trabalhos já realizados, revela-se adequado prorrogar o mandato da Comissão para a Elaboração da Proposta de Reforma da Saúde Pública e Sua Implementação por mais um ano”, justifica o diploma.

Para saber mais, consulte:

Despacho n.º 10182/2021
Saúde – Gabinete do Secretário de Estado Adjunto e da Saúde
Prorroga por um ano o mandato da Comissão para a Elaboração da Proposta de Reforma da Saúde Pública e Sua Implementação

De: https://www.sns.gov.pt/noticias/2021/10/20/reforma-da-saude-publica-2/

Projeto da ULSBA premiado na categoria «Recuperação da Pandemia».

A Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA) foi premiada pelo seu projeto «Programa de Gestão Integrada de Riscos Psicossociais: Iniciativas e Ações Face à Pandemia Covid-19», pela excelência da sua candidatura à categoria Recuperação da Pandemia.

Este programa tem como objetivo promover a saúde mental, prevenir a doença mental, diagnosticar e tratar precocemente a doença mental e promover a reabilitação biopsicossocial em meio laboral dos trabalhadores da ULSBA, bem como contribuir para a melhoria das condições de trabalho e produtividade da instituição, através de medidas de prevenção e mitigação dos riscos psicossociais.

A funcionar desde 2017, numa colaboração entre os serviços de Psiquiatria e Mental e de Saúde Ocupacional, embora com elementos de outras unidades funcionais, tem vindo a implementar medidas de prevenção primária, secundária e terciária, tendo tido um incremento muito substancial na procura por parte dos profissionais da ULSBA desde que começou a pandemia por Covid-19 em Portugal.

O prémio «Investir em Saúde 2021» visa reconhecer a qualidade do trabalho desenvolvido pelos profissionais que colaboram no programa e, eventualmente, apontar caminhos futuros para outras unidades de saúde.

Esta edição distinguiu as melhores práticas em três áreas da saúde: Value-Based Healthcare; Recuperação da Pandemia; Adoção de Tecnologia.

De: https://www.sns.gov.pt/noticias/2021/10/20/investir-em-saude-2021/